Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de julho de 2019, 19h06

David Miranda é acusado de “terrorista” e reage: “Isso é uma agressão à democracia”

Na audiência com Sérgio Moro na Câmara, David Miranda, que é marido de Glenn Greenwald, foi alvo uma fake news proferida por um deputado bolsonarista: “Fui torturado pelo governo da Inglaterra durante 9 horas, por fazer um serviço pela minha pátria". Assista

Foto: Vinicius Lousada

Alguns incidentes entre os parlamentares marcaram a audiência do ministro da Justiça, Sérgio Moro, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (2).

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Um dos mais graves deles foi quando o deputado Waldir Soares (PSL-GO) acusou o colega David Miranda (PSOL-RJ) de “terrorista”, pelo fato dele ter sido detido para interrogatório no aeroporto de Londres, em 2013, quando trabalhava como jornalista investigativo.

Após a acusação, o presidente da mesa, deputado Felipe Francischini (PSL-PR) deu um minuto de resposta a David Miranda, apesar dos protestos de parlamentares de direita.

Em sua resposta David Miranda disse: “Eu fui citado como terrorista quando eu fazia um trabalho para a nação brasileira, demonstrando jornalisticamente que a nossa Petrobras estava sendo espionada, que o ministro das Minas e Energia estava sendo espionado, que presidentes deste país estavam sendo espionados. Eu fui torturado pelo governo da Inglaterra durante 9 horas, por fazer um serviço pela minha pátria. Eu voltei pro Brasil, iniciei um processo contra aquele país e ganhei, em janeiro de 2016. Nunca o governo da Inglaterra me colocou no pedestal de terrorista. Esta Casa ter pares que peçam aqui para que eu seja deportado, junto com o meu marido, é uma falácia, é uma agressão à democracia. Principalmente porque eu sou eleito pelo Estado do Rio de Janeiro, e meu marido fez um trabalho jornalístico impecável antes, e continua fazendo agora. Espero que o ministro responda as minhas perguntas”.


O Twitter da bancada do PSOL na Câmara também respondeu aos ataques do PSL:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum