Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de fevereiro de 2019, 16h42

Decisão de Gilmar Mendes pode levar à prescrição de crimes atribuídos a Paulo Preto

Ministro do Supremo Tribunal Federal decide pela reabertura da fase de produção de provas em ação contra operador tucano

Paulo Preto (Foto: Antonio Augusto/Agência Câmara)

Uma determinação de Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), pode fazer com que crimes atribuídos a Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, prescrevam, de acordo com informações de O Globo.

Paulo Preto foi diretor da Dersa e é apontado como operador do PSDB. Gilmar anulou a fase final de um processo que corre na Justiça Federal de São Paulo, no qual Paulo Preto é acusado de participar do desvio de R$ 7,7 milhões em verbas de indenização para famílias que viviam no traçado do Rodoanel, na capital paulista.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), como a anulação vai fazer o processo ficar mais lento e o operador tucano completará 70 anos em 7 de março, os crimes de peculato, inserção de dados falsos em sistema de informação e formação de quadrilha devem prescrever.

Os procuradores pretendem ingressar com “medidas judiciais cabíveis” para que a Segunda Turma ou o Plenário do STF revertam a decisão de Gilmar.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum