sábado, 26 set 2020
Publicidade

Defensores da Casa da Moeda resgatam vídeo em que Bolsonaro afirma não querer privatizar a estatal

Enquanto os servidores da Casa da Moeda resistem contra a precarização e a privatização da empresa pública em ocupação realizada nesta sexta-feira (10), as contradições do presidente Jair Bolsonaro voltaram a ser expostas nas redes sociais.

Antes de ser eleito presidente, o ex-capitão havia gravado um vídeo afirmando que não iria privatizar a estatal alegando que isso seria um contrassenso. No entanto, sob pressão dos mercados e do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro cedeu e colocou a Casa da Moeda no pacotão de empresas que podem ser privatizadas.

“Eu sou sempre a favor de privatizar, mas com critério. No caso da Casa da Moeda, não existe critério para privatizar. Conte comigo, tamo junto”, afirmou o atual presidente em vídeo gravado antes de assumir o posto.

Nesta sexta-feira, os moedeiros deram um exemplo de resistência e pressionaram a direção da empresa cobrando a garantia dos seus direitos e o fim do sucateamento da companhia, que tem sofrido com cortes desde o governo de Michel Temer.

https://twitter.com/ludyberg/status/1215781397669072897?s=09

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.