Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de janeiro de 2020, 07h08

Demitido após vídeo nazista, Roberto Alvim apaga perfil pessoal no Facebook

O perfil institucional, criado por Alvim ao assumir a Secretaria Especial de Cultura, em que ostenta uma foto com Jair Bolsonaro e uma capa com os dizeres "Cultura: Base da Pátria", segue online

Roberto Alvim (Foto: Edson Kumasaka/ Divulgação)

Demitido por Jair Bolsonaro, que foi pressionado até mesmo pelo governo de Israel, o ex-secretário Especial de Cultura, o diretor teatral Roberto Alvim, apagou sua conta pessoal no Facebook ao deixar o governo nesta sexta-feira (17).

Julinho Bittencourt: Roberto Alvim consegue a proeza de deixar o governo menor do que entrou

A última publicação de Alvim foi na manhã desta sexta-feira (17), quando publicou uma nota dizendo que foi “apenas uma coincidência retórica” o uso de uma frase do ministro da Propaganda nazista, Joseph Goebbels, no vídeo publicado no perfil oficial da secretaria na noite desta quinta-feira (16).

“Não há nada de errado com a frase. Todo o discurso foi baseado num ideal nacionalista para a Arte brasileira, e houve uma coincidência com UMA frase de um discurso de Goebbles. Não o citei e jamais o faria. Foi, como eu disse, uma coincidência retórica. Mas, a frase em si é perfeita: heroísmo e aspirações do povo é o que queremos verna Arte nacional”, escreveu.

A declaração complicou ainda mais a situação de Alvim, que se tornou insustentável e resultou na demissão do cargo, oficializado por Bolsonaro no início da tarde.

O perfil institucional, criado por Alvim ao assumir a Secretaria Especial de Cultura, em que ostenta uma foto com Jair Bolsonaro e uma capa com os dizeres “Cultura: Base da Pátria”, segue online, embora esteja inativo desde 10 de janeiro.

 

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum