Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
09 de agosto de 2017, 19h43

Depois de mentir e ser acusado de assédio, deputado ataca Boechat com meme homofóbico

A lista de atitudes questionáveis não para de crescer: Wladimir Costa (SD-PA) mentiu sobre veracidade da tatuagem homenageando Temer, ficou pedindo nudes pelo celular no Plenário da Câmara, sofreu uma acusação de assédio sexual e agora, como se não bastasse, ataca o jornalista Ricardo Boechat com um meme homofóbico 

Por Redação 

O deputado Wladimir Costa (SD-PA), aquele mesmo que fez uma tatuagem que antes dizia ser verdadeira, homenageando o presidente Michel Temer, voltou atrás e disse, nesta semana, que a tatuagem era de henna. Mesmo com essa possibilidade tendo sido levantada na semana da polêmica, ele insistiu em afirmar que o desenho havia sido feito com agulha e que era permanente.

O jornal Folha de S. Paulo o procurou para falar sobre este e outros assuntos, na noite de terça-feira (8), e o fiel escudeiro de Temer respondeu com um meme homofóbico que ataca o jornalista Ricardo Boechat.

Na imagem, uma montagem, o microfone do jornalista foi substituído por um órgão sexual masculino. Segundo o jornal, o título da mensagem é “Ricardo Bichat e o microfone de nervo” e balões de texto trazem mensagem de cunho homofóbico. Perguntado na manhã desta quarta-feira (9) sobre o meme, o deputado disse que ele sofreu críticas pesadas de Boechat e que “apenas compartilhou” um dos “tantos” memes que já recebeu sobre o jornalista.

Boechat, por sua vez, informou que não vai se pronunciar sobre o assunto.

Essa é apenas mais uma das polêmicas que Wladimir Costa vem acumulando para chamar atenção. Além da mentira sobre a tatuagem e o meme homofóbico, Costa foi acusado de assédio sexual, na semana passada, por uma jornalista de Brasília e, na sessão que votou a denúncia contra Temer na Câmara, foi flagrado pedindo fotos eróticas pelo celular.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum