O que o brasileiro pensa?
12 de dezembro de 2019, 23h24

Depois de meses em silêncio, Eduardo Cunha usa Twitter para desmentir Noblat

Mais cedo, Ricardo Noblat havia noticiado que os R$51 milhões que Geddel Vieira Lima guardava dentro de malas em um apartamento pertenciam a Eduardo Cunha; ambos estão presos

Foto: Lula Marques

O ex-deputado federal Eduardo Cunha, que está preso desde 2016, ressurgiu no Twitter na noite desta quinta-feira (12), após meses de silêncio, para desmentir o jornalista Ricardo Noblat.

Mais cedo, em sua coluna na Veja, Noblat noticiou que era do ex-presidente da Câmara os R$51 milhões que o ex-deputado Geddel Vieira Lima guardava dentro de malas em um apartamento em Salvador.  “Os R$ 51 milhões que guardou dentro de malas em um apartamento de Salvador especialmente alugado para isso pertencia ao seu colega Eduardo Cunha (MDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, hoje condenado e preso em Curitiba. Geddel desconfia que o dinheiro pagaria despesas de futuras campanhas do PMDB”, diz a nota de Noblat.

A equipe de Eduardo Cunha, que está preso no Rio de Janeiro, então, rebateu: “Eduardo Cunha afirma que não tem nenhuma responsabilidade ou vínculo com os valores encontrados no apartamento de Geddel Vieira Lima, rechaça com veemência as acusações levianas proferidas em nota citada e lamenta que a falta de conteúdo a noticiar leve à situações mentirosas como esta. Afirma também que vai interpelar judicialmente para que a verdade seja prontamente esclarecida”.

Cunha foi condenado a 14 anos e seis meses de prisão sob a acusação de ter recebido 1,5 milhão em propina. Ele responde pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum