Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de novembro de 2018, 18h26

Depois de quase três horas de interrogatório, Lula é levado de volta à sede da PF

Fernando Haddad, Gleisi Hoffmann, entre outros políticos, e a militância favorável ao ex-presidente marcaram presença para demonstrar solidariedade a Lula

Fotos: Eduardo Matysiak/site Revérbero

Após quase três horas, o interrogatório de Lula terminou às 17h50 desta quarta-feira (14), na sede da Justiça Federal, em Curitiba. O ex-presidente começou a ser interrogado pela juíza federal substituta Gabriela Hardt por volta das 15 horas, no processo da Lava Jato que investiga reformas feitas no sítio de Atibaia. O ex-presidente deixou o local cerca de dez minutos após a audiência.

Foi a primeira vez que Lula deixou a Superintendência desde que foi detido, em abril. Militantes favoráveis ao ex-presidente estão em frente à sede da PF desde o início da manhã. Eles também fizeram manifestações com faixas e cartazes em frente ao prédio da Justiça.

A audiência teve início às 14 horas, com o depoimento do pecuarista José Carlos Bumlai, também réu no processo. Bumlai, que responde pelo crime de lavagem de dinheiro, foi interrogado por uma hora.

Apoio

Fernando Haddad visitou o ex-presidente antes do interrogatório e disse que ele está convicto de que se tivesse o direito a um julgamento justo, com juízes imparciais, no dia seguinte estaria na rua, na luta com os trabalhadores. “O presidente Lula está muito sereno e tem a certeza de que se os seus argumentos forem ouvidos, a Justiça será feita e ele será absolvido. Ele está muito preparado e muito agradecido pela solidariedade. Ele não vai parar de lutar”.

A senadora Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT, também foi a Curitiba prestar solidariedade ao ex-presidente e criticou Sérgio Moro. “Ao tirar férias e não se exonerar do cargo de juiz, ele dirigiu para quem iria ficar o processo, para a juíza substituta sua amiga, que vai fazer o que ele quiser. Porque se ele se exonerasse, como manda a lei, o processo seria distribuído tecnicamente”.

Com informações do G1 e da Agência PT de Notícias

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você não pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum