sábado, 24 out 2020
Publicidade

Depósito de Queiroz em conta de Michelle Bolsonaro foi maior do que o divulgado, afirma Noblat

De acordo com informações da coluna de Ricardo Noblat, publicada na Veja nesta sexta-feira (3), foi maior do que se sabia o volume de dinheiro depositado por Fabrício Queiroz, ex-assessor do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Descobriu-se, de acordo com o colunista, que Queiroz depositou na conta de Michelle pelo menos R$ 60 mil. Talvez um pouco mais. O sigilo bancário da mulher de Bolsonaro não foi quebrado, mas foram os de Queiroz, de Flávio e o de mais 93 pessoas, a maioria ex-funcionária do gabinete de Flávio que devolvia parte dos seus salários.

Na época da divulgação do primeiro depósito feito por Queiroz na conta de Michelle, Bolsonaro disse que o dinheiro totalizou R$ 40 mil. Segundo ele, tratou-se de dinheiro que havia emprestado a Queiroz e devolvido em 10 prestações.

Ficou sem explicação o fato de Queiroz precisar de dinheiro emprestado, apesar de ter movimentado, em 2014 e 2015, R$ 5,8 milhões, além dos R$ 1,2 milhão movimentados entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, identificados no primeiro relatório.

De maneira vaga, Noblat afirma que a informação chegou aos gabinetes mais importantes do Palácio da Guanabara, sede do governo do Rio de Janeiro.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.