Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2019, 15h35

Deputada do PSOL tenta criar selo para identificar empresas machistas

Fernanda Melchionna (PSOL-RS) protocolou projeto de lei com o objetivo de criar o Programa Nacional de Igualdade de Gênero nas Relações de Trabalho e o selo Empresa Machista

Foto: Divulgação/PSOL

Fernanda Melchionna, deputada federal pelo PSOL-RS, protocolou um projeto de lei, que visa criar o Programa Nacional de Igualdade de Gênero nas Relações de Trabalho, além de um selo Empresa Machista, de acordo com informações de Marina Caruso, em seu blog em O Globo.

“Embora o artigo 461 da CLT diga que homens e mulheres com a mesma função devem receber o mesmo salário, a diferença é de 30%. Entre negras e brancos, o gap aumenta para 43%”, diz Fernanda.

Caso o projeto de lei seja aprovado, será gerado um cadastro nacional de empresas machistas, o que dificultará a obtenção de empréstimos em bancos públicos. Além disso, a empresa será multada em caso de reincidência. “Quem for pego terá de pagar dez vezes o valor do maior salário da companhia”, revela a parlamentar.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum