Fórumcast #20
05 de abril de 2019, 17h32

Deputado que atacou Erica Malunguinho por ser trans é constrangido e se assume gay

O deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), em um discurso transfóbico contra a deputada Erica Malunguinho (PSOL-SP), afirmou que tirara uma pessoa trans "à tapas" do banheiro feminino; comunidade LGBT o ameaçou com divulgação de vídeos e o parlamentar, então, assumiu que é gay

Divulgação/Alesp

O deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) assumiu, na tarde desta sexta-feira (5), que é homossexual. A revelação em seu nome foi feita por sua correligionária, deputada Janaína Pachoal, e confirmada por ele na sequência.

“Ele tomou uma decisão e como ele está um pouco abalado, ele pediu para eu fazer essa comunicação por ele. Porque hoje depois de 25 anos ele conseguiu conversar com os pais dele e dizer  que é homossexual”, revelou a deputada na tribuna da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Garcia é o parlamentar que, na quarta-feira (3), atacou a deputada Erica Malunguinho (PSOL-SP), primeira e única deputada trans da Casa, com um discurso transfóbico. Ele havia afirmado, após um discurso de Erica em defesa das pessoas trans em práticas esportivas, que “se um homem que se acha mulher entrar no banheiro em que estiver minha mãe ou minha irmã, tiro de lá à tapa e depois chamo a polícia”. Sua fala gerou revolta e o PSOL, então, começou a articular uma representação contra o parlamentar por quebra de decoro, o que pode cassar o seu mandato.

Veja também:  Escrito por Janaína Paschoal, projeto que permite cesáreas sem indicação no SUS é aprovado em SP

Do plenário, depois da declaração de Janaína, Douglas Garcia se pronunciou e afirmou que a revelação de sua orientação sexual não muda em nada sua luta contra a “ideologia de gênero”. Ele ainda afirmou que estava sendo ameaçado, após o episódio com Erica, de ter sua homossexualidade exposta.

O site Guia Gay SP informou que as ameaças foram de divulgação de vídeos de sexo de Garcia. “É praxe no movimento gay internacional fazer o outing (exposição de orientação sexual) de pessoas públicas que se colocam contra a causa do arco-íris como forma de denunciar a hipocrisia da personalidade”, narra o site.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum