Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de fevereiro de 2020, 19h08

Deputado que quebrou placa de Marielle atiça seguidores contra Cid Gomes: “Bala de borracha em cima dele!”

Daniel Silveira (PSL-RJ) ainda ironizou a imprensa por noticiar o fato de que o senador cearense foi baleado após tentar impedir greve ilegal de PMs; assessoria de Cid diz que disparos foram de arma de fogo

Reprodução

A bolha bolsonarista nas redes sociais já está atacando o senador Cid Gomes (PDT-CE) e o culpabilizando por ter sido baleado na tarde desta quarta-feira (19), em Sobral (CE), ao tentar impedir uma greve ilegal de policiais.

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), aquele que em 2018 quebrou uma placa em homenagem a vereadora Marielle Franco, por exemplo, fez uma postagem sem comemorar e nem condenar o ocorrido, mas já atiçando seus seguidores contra o parlamentar pedetista.

“O senador Cid Gomes pega um trator e tenta invadir um batalhão da PM. O resultado? Bala de borracha em cima dele! Extrema Imprensa em polvorosa: ‘O irmão do Ciro foi baleado!'”, escreveu, junto ao vídeo que mostra Cid sendo baleado.

A postagem foi o suficiente para que dezenas de seguidores passassem a atacar o irmão de Ciro Gomes. “Merece perder o mandato”, escreveu um. “Só espero que a retroescavadeira esteja bem”, ironizou outro.

Na mesma linha foi a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-RJ), que tentou justificar a ação de quem disparou contra Cid Gomes. ” O nível do DIÁLOGO em Sobral, Ceará; senador da República joga uma RETROESCAVADEIRA em cima dos policiais para furar bloqueio. Os policiais militares faziam uma manifestação por melhores salários. Cid Gomes acabou ferido com uma bala”, postou.

Minutos antes de ser baleado ao tentar desmobilizar greve ilegal de policiais militares na cidade de Sobral, Cid Gomes pegou um megafone e tentou convencer os oficiais a interromperem o motim.

“Essa greve é ilegal. Vocês tem cinco minutos para pegarem os seus parentes e sair daqui em paz”, disse Cid antes de ser interrompido pelos manifestantes encapuzados que se amotinaram em quartel.

O senador chegou à cidade após denúncias de que homens encapuzados em viaturas estariam obrigando o fechamento de comércio e forçando as pessoas a ficarem em casa durante a instauração de greve ilegal de policiais militares que não aceitaram acordo do governador Camilo Santana (PT) com a categoria.

“Eu vim aqui defender a paz e a tranquilidade do povo de Sobral. Ninguém será chantageado, ninguém deixará de trabalhar, de abrir suas portas e caminhar com tranquilidade em Sobral”, disse o parlamentar em discurso feito um pouco antes.

Segundo a assessoria de Cid Gomes, o tiro que o atingiu foi de arma de fogo. “O senador passa por estabilização no Hospital do Coração de Sobral e será transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral”, diz em nota publicada no Twitter.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum