Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de fevereiro de 2019, 12h42

Deputados ameaçam suspender tramitação da Reforma até que Planalto envie texto dos militares

Congressistas avaliam barrar a tramitação, mas manter a discussão sobre o texto, até que o Planalto envie em definitivo o projeto que altera o regime de militares

Foto: Reprodução

Em meio à desarticulação política do governo no Congresso, deputados de oposição e do bloco de centro-direita, o Centrão, articulam uma forma de barrar a tramitação da Reforma da Previdência até que o Palácio do Planalto envie à Câmara dos Deputados o projeto com mudanças nas regras do regime de previdência dos militares.

O secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse nessa quarta-feira (20) que em até 30 dias o governo apresentará um projeto com mudanças para os militares. Porém, o temor entre congressistas é a pressão dos militares atrase o andamento da proposta.

Ao blog líderes comentam sobre a necessidade das duas reformas tramitarem juntas. O texto apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) trouxe mudanças significativas nas concessões de benefícios de assistência social, aposentadoria por invalidez e acúmulo de pensões.

As mudanças, como a que mexe no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a que iguala a idade de aposentadoria rural de homem e mulher, devem ser os dispositivos que mais sofrerão emendas de parlamentares.

O centrão surgiu em 2016 como um grupo informal e fisiológico composto pelo PR, PSD, PRB, PSC, PTB, SD, PHS, Pros, PSL, PTN, PEN e PT do B) sob o comando do então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (MDB-RJ), hoje preso por corrupção. O grupo se dissolveu no Congresso e hoje opera de forma pulverizada em Brasília.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum