Desafeto de Guedes, Rogério Marinho alfineta ministro da Economia: “Que vivam 100, 110, 120 anos”

Ministro do Desenvolvimento aproveitou seu tempo de fala para ironizar o titular da Economia

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, aproveitou seu discurso durante o leilão da Cedae nesta sexta-feira (30) para alfinetar o ministro da Economia, Paulo Guedes, pela declaração dada por Guedes sobre o aumento da expectativa de vida. O leilão foi alvo de protestos.

Dirigindo-se ao governador Cláudio Castro (PSC), Marinho disse que ele “tem nas mãos os instrumentos para transformar o Estado do Rio de Janeiro” com a privatização da Cedae e emendou em uma alfinetada no desafeto Guedes.

“O senhor vai poder atender a dignidade das pessoas mais pobres, mais humildes e desassistidas, que poderão ter mais qualidade de vida. Que vão viver mais e melhor. Quem sabe possam viver 100, 110, 120 anos. Tomara que isso aconteça em breve no nosso país. Com qualidade, com vida plena, com acesso à educação, com acesso à saúde, com acesso à cidadania”, afirmou Marinho.

Na fatídica reunião do Conselho de Saúde Suplementar (Consu) de terça-feira, na qual o ministro não sabia que estava sendo gravada, Guedes reclamou do aumento da expectativa de vida.

“Todo mundo quer viver 100 anos, 120, 130 (anos). Não há capacidade de investimento para que o Estado consiga acompanhar, afirmou o ministro, apontando que o envelhecimento populacional aumenta a demanda por serviços públicos de saúde.

A fala do ministro gerou críticas e fez lembrar a notícia da agência Reuters que apontava que, no início da pandemia da Covid-19, assessores de Guedes minimizavam a doença e chegavam a enxergá-la de forma positiva para equilibrar o déficit previdenciário.

Com informações do Correio Braziliense e da Folha de S. Paulo

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR