Desaprovação de Bolsonaro bate em 51,4% em pesquisa CNT/MDA

De acordo com o levantamento, 8,4% consideram Bolsonaro inteligente, 3,7% acreditam que ele é "trabalhador" e 1,3% acham que ele cuida dos pobres

De acordo com pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira (22), a desaprovação ao desempenho pessoal do presidente Jair Bolsonaro subiu de 43,2% em outubro para 51,4%. Já a avaliação positiva medida pelo instituto, que era de 52,0% no mesmo período caiu para 43,5%.

O instituto fez também levantamento sobre a avaliação positiva do governo de Bolsonaro, que em outubro era de 41,2% e caiu para 32,9%. Já a avaliação negativa, no mesmo período, foi de 27,2% para 35,5%. A avaliação regular se manteve estável. Em outubro era de 30,3% e foi para 30,2%.

O levantamento mostra também que 8,4% dos entrevistados consideram Bolsonaro inteligente, 3,7% o consideram trabalhador e apenas 1,3% acham que ele cuida dos pobres.

Já os principais defeitos do presidente são: mal-educado (20,1%), despreparado (17,6%), autoritário (16,6%), exagera na briga com a imprensa (16,0%), agressivo (10,9%), está preocupado apenas com a reeleição (3,2%), desonesto (3,1%).

O relatório final da pesquisa aponta que as principais causas para a queda da popularidade de Bolsonaro e do seu governo são o fim do auxílio emergencial, embates com a imprensa e a priorização da pauta de costumes.

Foram realizadas 2.002 entrevistas presenciais, em 137 municípios de 25 Unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Veja o levantamento completo aqui:

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR