Desempregado, Witzel lança curso para “candidato vitorioso”

O ex-governador divulgou workshop com o objetivo de "formar novas lideranças políticas"

O ex-governador e ex-juiz Wilson Witzel anunciou que realizará no fim de julho um curso para preparar candidatos para as eleições de 2022. Witzel foi removido do governo do Rio de Janeiro por um processo de impeachment por improbidade administrativa e omissão criminosa.

A descrição do workshop “Seja um candidato vitorioso” diz que “as regras do processo eleitoral são complexas e todo o processo de filiação, pré-campanha, marketing e comunicação das propostas exige dedicação e preparação”. “Afinal não há como ser um candidato vitorioso se você não souber como se comunicar com a população para obter a devida compreensão e aderência às propostas feitas”, afirma.

A atividade faz parte do “movimento MUDABR”, fundado por Witzel.

“Nosso objetivo é criar um movimento para formar novas lideranças políticas e aperfeiçoar aqueles que assim o desejarem. Sabemos que o esforço será gigantesco, mas certamente não serão poucos os que, ao compreenderem o nosso propósito, participarão de forma ativa deste movimento por um futuro melhor”, aponta a descrição do evento. 

O ex-governador voltou aos holofotes após prestar depoimento à CPI do Genocídio. Em depoimento, Witzel disse que corre risco de morte pela “máfia da saúde” do Rio de Janeiro que, segundo ele, teria milicianos. Ele ainda fez insinuações e se disse perseguido por Bolsonaro após autorizar investigação “imparcial” sobre o assassinato de Marielle Franco.

Com informações de O Globo

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e latino-americanista convicto, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum América Latina

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR