Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de junho de 2018, 19h16

Dilma e Gabas abrem ciclo de debates “Humanidade ou barbárie, para onde vamos?”

O objetivo da programação, de acordo com o ex-ministro nos governos Lula e Dilma, é contribuir para desmascarar o discurso de ódio da direita

Foto: Roberto Stuckert Filho/Fotos Públicas

A ex-presidenta Dilma Rousseff e o ex-ministro da Previdência Social Carlos Gabas farão a abertura do ciclo de debates “Humanidade ou barbárie, para onde vamos?”, que começa nesta quinta-feira (14), a partir das 19 horas, no auditório do Sindicato dos Bancários, em São Paulo. O evento terá transmissão ao vivo pelo Facebook.

Ministro nos governos Lula e Dilma, Gabas destaca que o mais importante neste momento é pensar no Brasil. “Duas visões de mundo irão polarizar a disputa eleitoral, uma que imprime a barbárie ao focar apenas no capital especulativo em detrimento do bem-estar das pessoas, e outra que defende a humanidade, as liberdades e as conquistas do povo”.

O objetivo dos debates, de acordo com o ex-ministro, é contribuir para desmascarar o discurso de ódio da direita. “Vamos demonstrar que o Brasil pode e deve continuar com as políticas de crescimento econômico e inclusão social iniciadas pelo presidente Lula”, explica. Nos próximos encontros estarão em pauta temas como petróleo, comunicação, saúde, previdência, trabalho, sustentabilidade, desenvolvimento regional, entre outros, sempre com a presença de um convidado especial da política, academia ou jornalismo.

Serviço – O Sindicato dos Bancários de São Paulo fica na rua São Bento, 413, Centro. A presença no auditório exige inscrição prévia pelo e-mail previdencia.gabas@gmail.com. A transmissão ao vivo terá o apoio da emissora educativa TVT e acontecerá pelas páginas www.facebook.com/carlosgabas13 e www.facebook.com/redetvt


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum