Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de fevereiro de 2020, 10h33

Dilma sobre insulto a Petra: Não há ninguém mais anti-Brasil do que Bolsonaro

Ex-presidenta também condenou o uso de dinheiro público para atacar a cineasta. "Trata-se de censura e de brutal desrespeito à liberdade de expressão"

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A ex-presidenta Dilma Rousseff foi às redes sociais nesta quarta-feira (4) para repudiar o vídeo publicado pela Secretaria Especial de Comunicação Social do governo atacando a cineasta Petra Costa. Para Dilma, não há ninguém mais “anti-Brasil” do que o presidente Jair Bolsonaro.

O vídeo da Secom veio como resposta a uma entrevista concedida por Petra ao jornalista Hari Sreenivasan, no programa Amanpour & Company, da rede PBS. O documentário “Democracia em Vertigem”, produzido por ela, concorre ao Oscar na categoria Melhor Documentário.

A secretaria, no entanto, distorce algumas das declarações de Costa e coloca uma tarja escrito “Fake News” mesmo em trechos em que ela expressa uma opinião, e não uma informação “jornalística”.

“O insulto mais grave da Secom a Petra Costa foi acusá-la de militante anti-Brasil no exterior. Isto é não só mentira, como também uma inversão absoluta da realidade. Não há em nosso país ninguém mais anti-Brasil e mais pernicioso à nossa imagem no exterior do que Bolsonaro”, escreveu a ex-presidenta no Twitter.
Confira:

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum