Disparou: Lula abre 25 pontos à frente de Bolsonaro em simulação de segundo turno

Levantamento PoderData aponta que Lula, em um eventual segundo turno na eleição de 2022, teria 55% dos votos, contra 30% do atual presidente

Levantamento do PoderData divulgado nesta quarta-feira (1) aponta que o ex-presidente Lula (PT) ganhou ainda mais fôlego na corrida eleitoral e aparece com a maior vantagem sobre Jair Bolsonaro de toda a série histórica da plataforma de pesquisas em simulação de segundo turno.

Segundo o estudo, se o segundo turno da eleição à presidência fosse hoje, o petista somaria 55% dos votos. Isso representa um crescimento de 3 pontos percentuais com relação ao último levantamento, realizado no início de agosto.

Já Bolsonaro foi no caminho contrário. Tinha índice de 32% na pesquisa anterior e agora aparece com 30%. Com as oscilações, a diferença agora entre o ex-presidente e o atual é de 25 pontos percentuais.

Além de mostrar que Lula venceria todos os outros potenciais candidatos à presidência em um segundo turno na próxima eleição, a pesquisa aponta ainda que o petista é o que venceria Bolsonaro com mais facilidade.

Em um segundo turno entre o atual presidente e João Doria (PSDB), por exemplo, o governador de São Paulo venceria, segundo o levantamento, com 39% dos votos, contra 32% de Bolsonaro. Ou seja, uma diferença de apenas 7 pontos.

Situação parecida aconteceria, conforme a pesquisa, em um segundo turno entre Ciro Gomes (PDT) e o atual titular do Palácio do Planalto. O pedetista venceria Bolsonaro por 41% a 37%.

Já se o oponente do atual presidente no segundo turno fosse José Luiz Datena (PSL), a disputa seria ainda mais apertada: o apresentador venceria por 33% a 32% – apenas 1 ponto a mais que o chefe do Executivo.

A pesquisa PoderData contou com 2.500 entrevistas feitas por todo o país entre os dias 31 de agosto e 1 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Publicidade

Notícias relacionadas

Publicidade
Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_