domingo, 20 set 2020
Publicidade

Do lado errado, graças a Deus!

A narrativa evangélico/católica que apoia o governo Bolsonaro é bem escancarada: precisa-se combater um “Plano satânico” da esquerda para governar o país. E um dos objetivos desse plano é varrer do mapa a fé cristã e impor, numa “ditadura comunista” o ateísmo e tantas outras coisas aterradoras, dignas de um Inferno que nem Dante daria conta de descrever.

Bolsonaro e seus asseclas se valem desse imaginário para, a qualquer momento, “sacar” (verbo bem utilizado, em todos os sentidos, neste governo), do seu arsenal de frases feitas e de efeito, um versículo bíblico, mesmo que isso não tenha nada a ver com o que está sendo falado e, muitas vezes até, numa disputa de significados, utilizar um texto para defender o seu contrário. Um caso notório disso é o constante uso do versículo “e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” para legitimar o governo mais mentiroso e repleto de enganos da nossa história.

Então, para fins de pensamento e decisão, parei para pensar nos dois planos: o “plano divino”, capitaneado pelos religiosos fundamentalistas aliados ao governo Bolsonaro e, historicamente, aos governos de direita e o “plano satânico”, pensado e elaborado pela esquerda para “destruir as raízes cristãs do povo brasileiro”. Serei bem direto nas “pautas”, até porque cada uma delas mereceria, na verdade, um texto (quem sabe façamos isso…)

O “Plano divino” quer armar os “cidadãos de bem”, promover o ódio contra estrangeiros, retirar direitos das minorias, incentivar preconceitos religiosos e de gênero, corroborar o genocídio da juventude negra numa pseudo “guerra às drogas”, estabelecer uma escola doutrinada e acéfala, negar a saúde pública às mulheres que passam pela dor do aborto, etc…

Por outro lado, o “Plano satânico” da esquerda para governar o país passa por igualdade de gênero, respeito às diversidades, direito à família em todas as suas configurações, plena liberdade religiosa (inclusive das religiões de matrizes africanas), uma escola que seja capaz de formar cidadãos críticos e participativos, uma saúde pública que atenda a todos, inclusive mulheres que passem pelo difícil momento da decisão de um aborto, etc…

Que situação!!!

Nunca imaginei, como cristão e pastor, que um dia estaria, sem dúvidas, ao lado do “Plano satânico”…

Graças a Deus!

Zé Barbosa Junior
Zé Barbosa Junior
Teólogo, pastor da Comunidade Cristã da Lapa, escritor, membro do Comitê Estadual de Defesa da diversidade religiosa de MG