Fórum Educação
14 de março de 2020, 17h02

Dois anos após morte de Marielle, viúva da vereadora cobra nome dos mandantes do crime

Mais cedo, Mônica Benício relembrou nas redes os últimos momentos da companheira e ressaltou a importância da resistência. "A partir daqui, meu luto virou luta", diz

Foto: Reprodução/Facebook Monica Benicio

Mônica Benício, viúva de Marielle Franco, vereadora assassinada há exatos dois anos pela milícia no Rio de Janeiro, foi às redes sociais neste sábado (14) para cobrar o nome dos mandantes do crime que tirou a vida de sua companheira. Mais cedo, Benício compartilhou noTwitter um desabafo sobre os seus últimos contatos com Marielle antes de morrer.

“731 dias sem Ela. 731 dias sem saber #QuemMandouMatarMarielle #JulgamentoJá”, escreveu Mônica no Twitter. Ainda de madrugada, a viúva da vereadora trouxe um relato emocionado nas redes sobre como foi o momento que descobriu a morte da companheira.

“Início de noite, na Casa das Pretas, ela cita Audre Lorde e defende a ocupação dos espaços por mulheres negras. Durante o evento, eu aviso que não estou bem e ela manda msg dizendo que vai voltar o mais rápido possível para cuidar de mim”, relata.

“21h era o nosso acordo para encerrar as agendas. Eu começo a preparar o jantar e a contar os minutos para ela chegar, como sempre. 21h30 eu já estava fazendo o jantar, mas me distraí. Alguns minutos depois, aviso que já estou em casa. Já era tarde demais. Não há como mudar o roteiro. Minha vida nunca mais será a mesma. Tornam-me viúva de Marielle Franco”, conta Monica.

“22h, a partir daqui, o meu luto virou luta. Mas não só eu perdi Marielle. Muita gente perdeu. E é preciso que cada um peça justiça por ela”, finaliza.

Como marco dos dois anos da morte da vereadora, o Rio de Janeiro amanheceu neste sábado com diversos cartazes pedindo justiça por Marielle e Anderson. O ato foi organizado pelo Instituto Marielle Franco, que precisou cancelar outras manifestações pelo país por conta do coronavírus.

Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum