O que o brasileiro pensa?
27 de fevereiro de 2020, 06h34

Dono da academia Bio Ritmo apela a empresários para patrocinarem vídeos convocando golpe

"Temos de impulsionar esses vídeos. Precisamos de dinheiro para investir em mkt", escreve o empresário em uma das mensagens

Reprodução

O presidente da rede de academias Bio Ritmo, Edgard Corona, que faz parte do movimento Brasil 200, tem utilizado o grupo de empresários para apoiar o ato do próximo 15 de março e atacar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). Corona também tem incentivado que empresários impulsionem os ataques através de “investimento em marketing”.

O grupo Brasil 200 apoiou Bolsonaro durante a disputa eleitoral, em 2018, e tem entre seus membros o dono das lojas Havan, Luciano Hang, da Centauro, Sebastião Bomfim, e da Polishop, João Appolinário.

“Temos de impulsionar esses vídeos. Precisamos de dinheiro para investir em mkt”, escreve o empresário em uma das mensagens. De acordo com ele, o Brasil 200 está “preocupado com os rumos da reforma tributária no Congresso” e que, nas mensagens, apenas afirmou ser necessário “recursos para divulgar, dentro da lei, a nossa posição”.

O presidente do grupo, Gabriel Rocha Kanner, disse em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, que a reforma “abraçada por Maia” é muito ruim e que o “setor produtivo” precisa se posicionar.

Ainda de acordo com ele, apenas o Brasil 200 está recebendo os vídeos de ataque a Maia e que já elogiou publicamente o presidente da Câmara. A troca de mensagens entre empresários, no entanto, chegou até parlamentares e preocupou o legislativo, já que o grupo tem grande poder financeiro para disparar ataques nas redes.

Bolsonaro está usando seu número pessoal de WhatsApp para convocar seguidores para um ato contra o Congresso Nacional. A manifestação possui forte teor golpista, já que alguns panfletos têm evocado o AI-5 e pedido a saída dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum