O que o brasileiro pensa?
12 de fevereiro de 2020, 10h59

Dono da fazenda onde Adriano se escondeu paga R$ 3 mil de fiança e é solto

Fazendeiro Leandro Abreu Guimarães, dono da propriedade onde o miliciano ligado a Flávio Bolsonaro estava escondido, deixou a prisão três dias após a morte de Adriano

Adriano Nóbrega e o Parque Gilton Guimarães, fazenda onde estava escondido no interior da Bahia (Montagem)

Três dias após o assassinato do ex-capitão do Bope, Adriano da Nóbrega, em uma ação da polícia, o fazendeiro Leandro Abreu Guimarães, dono da propriedade onde o miliciano ligado a Flávio Bolsonaro estava escondido, foi solto ao pagar fiança de R$ 3 mil.

A liberdade a Leandro, que disse que não sabia que Adriano era criminoso, foi concedida pela Justiça da Bahia nesta terça-feira (11).

Para ser liberado, além da fiança, Leandro precisará cumprir algumas medidas como comparecer no cartório criminal, no Fórum de Esplanada, a cada dois meses, durante um ano. Também será necessário que ele permaneça dentro de casa, em todas as noites, das 19h de um dia até as 6h do dia seguinte.

A Justiça exige também que o homem comunique, previamente, a mudança de endereço, além do uso de monitoração eletrônica durante seis meses.

Maurício Barbosa, Secretário de Segurança Pública da Bahia, disse que foi Leandro quem indicou aos policiais o sítio onde estava o ex-capitão do Bope.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum