Dono da rede de academias Bio Ritmo e SmartFit está na mira de autoridades desde fevereiro

Bolsonaro editou decreto tornando academias como atividade essencial. Empresário bolsonarista é um dos investigados no inquérito das fake news

O empresário Edgard Corona, dono da rede de academias Bio Ritmo e SmartFit está na mira das autoridades desde fevereiro, quando enviou vídeos com ataques ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em um grupo de WhatsApp que reunia empresários.

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, ele sugeriu que seus colegas impulsionassem as mensagens. O material chegou à cúpula do Congresso e também ao STF.

Corona, que é investigado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no inquérito das fake news, disse na ocasião que se referia à necessidade de o grupo reforçar o marketing para divulgar a posição empresarial em relação à reforma tributária.

Ligando os pontos

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) editou um decreto, no dia 11 de maio, classificando academias de esporte, salões de beleza e barbearias como atividades essenciais.

A medida foi considerada como mais um ato de sabotagem de Bolsonaro ao isolamento social, necessário para conter a pandemia de coronavírus e recomendado pelas principais autoridades saúde de todo o mundo.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR