Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de janeiro de 2020, 10h57

Dono da Rede TV divulga fake news para defender corrupção de Wajngarten na Secom de Bolsonaro

Emissora de Marcelo de Carvalho recebeu R$ 1 milhão, mesmo registrando menos de um ponto na audiência. O valor é quase metade dos R$ 2,6 milhões recebidos pela Globo, que tem audiência maior que Record, SBT, Rede TV e Bandeirantes juntas

Fabio Wajngarten Marcelo de Carvalho, da Rede TV, e Jair Bolsonaro (Reprodução)

Marcelo de Carvalho, dono da Rede TV, divulgou divulgou nesta segunda-feira (27) nas redes sociais uma fake news para sair em defesa de Fabio Wajngarten, secretário de comunicação de Jair Bolsonaro, que comanda um esquema de corrupção ao privilegiar clientes de sua empresa, a FW Comunicação, na distribuição de verbas publicitárias do governo.

Ao comentar a reportagem da Folha de S.Paulo, que mostra que Wajngarten privilegiou clientes da FW Comunicação com a segunda etapa da propaganda da Reforma da Previdência, Carvalho diz que “quem recebeu mais verbas foi o SBT, que não é cliente”.

No entanto, o próprio print da imagem compartilhada pelo empresário mostra que a maior privilegiada foi a TV Record, de Edir Macedo, com R$ 6,5 milhões.

O SBT ficou em segundo lugar, com R$ 5,4 milhões. Em abril, quando os recursos foram distribuídos por Wajngarten, a emissora de Silvio Santos ainda era cliente da FW Comunicação, como consta na mesma reportagem.

A Rede TV, de Carvalho, recebeu R$ 1 milhão, mesmo registrando menos de um ponto na audiência. O valor é quase metade dos R$ 2,6 milhões recebidos pela Globo, que tem audiência maior que Record, SBT, Rede TV e Bandeirantes juntas.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags