Entrevista exclusiva com Lula
02 de novembro de 2018, 11h41

Dono do Catraca Livre se diz arrependido de apoio a Sergio Moro

Gilberto Dimenstein afirma que deixou “de ser fã de Moro – e sou obrigado a suspeitar de coisas que eu não suspeitava”

Foto: Reprodução/YouTube

O jornalista Gilberto Dimenstein, proprietário do site Catraca Livre, publicou em sua página, nesta sexta-feira (2), um mea-culpa por sempre ter defendido o juiz Sérgio Moro. “Peço desculpas aos leitores por ter ajudado a criar uma imagem heroica de alguém que não a merecia”, escreveu.

Dimenstein confessa e pede desculpas por ter minimizado internamente seu “indigno auxílio-moradia”, embora tenha casa na mesma cidade onde trabalha.

Apesar disso, ele diz continuar não aceitando “que Sérgio Moro estivesse atuando para ajudar esse ou aquele candidato”.

Ao final, Dimenstein afirma que deixou “de ser fã de Moro – e sou obrigado a suspeitar de coisas que eu não suspeitava”.

E conclui:

“Deixei porque o considerava um dos poucos homens públicos que colocavam o interesse da nação acima do interesse pessoal. Coisa rara.

“O general Mourão disse abertamente, em público, que ainda durante a campanha Moro tinha sido sondado para ser ministro. Lembremos que, na véspera do primeiro turno, ele liberou trechos da deleção premiada de Palocci.

O que importa agora é o seguinte: o juiz arranhou a Lava Jato, dando de bandeja a desculpa que o PT e Lula sonhavam”.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum