#Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de outubro de 2019, 09h32

Doria adere às escolas cívico-militares de Bolsonaro

O anúncio foi feito pelo secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, em vídeo divulgado pela deputada Letícia Aguiar, do partido do presidente

Foto: Reprodução/Redes sociais

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) decidiu esta sexta-feira (4) aderir ao projeto de Jair Bolsonaro (PSL) de implantação de escolas cívico-militares no país. As expectativas eram que o governador barrasse o projeto em SP como forma de se distanciar do presidente, algo que ele tem praticado nos últimos meses por conta das eleições de 2022.

O anúncio foi feito pelo secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, em vídeo divulgado pela deputada Letícia Aguiar, do partido do presidente. Um dia antes, Soares afirmou que não havia entendido o programa federal e enviou um ofício com 23 perguntas ao Ministério da Educação. “É difícil aderir a um programa que você não sabe o que é”, disse os secretário.

No vídeo ao lado da deputada, Rossieli afirmou que as equipes da secretaria e do MEC conversaram para esclarecer pontos do projeto. No Twitter, Doria confirmou esta sexta (4) o aval do secretário para aderir ao projeto. “Considerando os esclarecimentos prestados ontem pelo MEC, após solicitação da nossa Sec. de Educação, o Estado de SP resolveu aderir ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares”, descreveu.

O período de adesão havia terminado na sexta-feira (27). Quinze estados e o Distrito Federal tinham manifestado interesse. Da região Sudeste, somente Minas Gerais estava entre eles.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum