Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de setembro de 2019, 11h20

Doria faz coro com Bolsonaro sobre “ideologia de gênero”

“Não concordamos e nem aceitamos apologia à ideologia de gênero”, tuitou o governador de São Paulo

Foto: Marcos Corrêa/PR

Embora, pelo menos no discurso, João Doria (PSDB) esteja fazendo força para se descolar de Jair Bolsonaro (PSL), aliado nas eleições de 2018, o governador de São Paulo usou o Twitter para fazer coro com o presidente na questão de “ideologia de gênero”.

“Fomos alertados de um erro inaceitável no material escolar dos alunos do 8º ano da rede estadual. Solicitei ao Secretário de Educação o imediato recolhimento do material e apuração dos responsáveis. Não concordamos e nem aceitamos apologia à ideologia de gênero”, disse Doria.

Ele mandou recolher o material escolar de ciências para alunos do 8º ano da rede estadual de São Paulo. De acordo com professores, a alegação seria uma página da apostila que contém um texto sobre diversidade sexual, explicando as diferenças sobre “sexo biológico, identidade de gênero e orientação sexual”.

Quase simultaneamente, Bolsonaro anunciou, também pelo Twitter, nesta terça-feira (3), que determinou ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, a censura a qualquer discussão sobre gênero nas escolas públicas de ensino fundamental.

“O AGU se manifesta sobre quem compete legislar sobre IDEOLOGIA DE GÊNERO, sendo competência FEDERAL. Determinei ao @MEC_Comunicacao, visando princípio da proteção integral da CRIANÇA, previsto na Constituição, preparar PL que proíba ideologia de gênero no ensino fundamental”, tuitou Bolsonaro.

Discussão

Na última semana, Bolsonaro usou sua live semanal para disparar contra Doria. O presidente ironizou o “anticomunismo” do tucano e afirmou que ele se beneficiou no período dos governos petistas e chegou a comprar jatinho com subsídios do BNDES.

“João Doria comprou também. Explica isso aí. Só peixe. Amigão do Lula, da Dilma. Eu vejo o Doria falando de vez em quando ‘minha bandeira jamais será vermelha’. É brincadeira! Quando estava mamando lá, a bandeira era vermelha com um ‘foiçasso’ e um martelo sem problema nenhum, né? Ihuuu, tá ok?”, disse Bolsonaro.

O governador de São Paulo reagiu. “Nunca precisei mamar em teta nenhuma”, retrucou Doria aos jornalistas, durante sua visita à Alemanha.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum