terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

Doria responde a “acusação” de Bolsonaro: “Suposição equivocada, dolosa e nociva”

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), respondeu à acusação feita pelo presidente Jair Bolsonaro de que ele estaria inflando números da pandemia para levar mais pânico à população. Segundo o governador, o presidente “tem uma suposição equivocada, dolosa e nociva” e está sendo um “desastre” no combate ao coronavírus.

“São Paulo não manuseia números e eu tenho a convicção também que outros Estados brasileiros não fazem, através das suas secretarias de Saúde, nenhum tipo de manuseio dos números. O presidente tem uma suposição equivocada, dolosa e nociva, também”, disse Doria.

Em seguida, ele cobrou que o ex-capitão visite os hospitais que tratam os contagiados pelo Sars-CoV-2 e que abandonasse o negacionismo para liderar o país.

“Na pandemia, eu tenho que dizer e afirmar: o presidente está sendo um fracasso. Tomara que ele se recupere, tomara que ele compreenda que aquilo que já o afetou como vítima do coronavírus que foi, a sua esposa e outros oito ministros, possam servir de exemplo a ele para ter uma conduta menos partidária, menos politizada e menos antagonista. Que ele seja de fato um líder que até agora não foi”, disse ainda.

Na quinta-feira, durante live presidencial, o ex-capitão afirmou que “alguns governadores querem caminhar nesse sentido as coisas… levar mais pânico à população, dizer que está morrendo mais gente”. Ele cita o governo de São Paulo como um “exemplo” disso.

Com informações do Estado de S. Paulo

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.