Fórumcast #20
26 de julho de 2018, 13h00

Doria rifa Giannetti depois de denúncia de envolvimento na Zelotes

Empresário e economista era coordenador-geral do programa de governo do tucano João Doria, em sua campanha para o governo do estado de São Paulo

(Foto: Leon Rodrigues/SECOM)

Depois de ver seu nome envolvido diretamente nas investigações da Operação Zelotes, com suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro, o economista Roberto Giannetti da Fonseca deixou a coordenação-geral do programa de governo do ex-prefeito paulistano João Doria (PSDB). A nota, intitulada, “Economista Roberto Giannetti da Fonseca pede afastamento da campanha do PSDB em São Paulo”, relata: “A coligação Acelera São Paulo informa que o economista Roberto Giannetti da Fonseca, coordenador-geral do programa de governo, decidiu se licenciar da função. O objetivo do afastamento é se dedicar à elaboração de sua defesa nas investigações da Operação Zelotes”.

Na manhã desta quinta-feira (26), Giannetti foi um dos alvos da investigação do Ministério Público Federal (MPF), da Receita Federal e da Polícia Federal (PF), que investiga irregularidades junto ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). A estimativa é que os prejuízos cheguem a R$ 900 milhões.

Além de coordenar a campanha de Doria, Giannetti ainda é ligado ao pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin. O economista é autor do texto de um manifesto, que servirá como base programática da aliança tucana com o “centrão”, segundo .de Nathan Lopes, do UOL.

Veja também:  Lei sobre abuso de autoridade é chamada de Cancellier, nome de reitor morto na Lava Jato

Em nota, Alckmin se manifestou a respeito do economista e da operação. “Em relação ao Roberto Giannetti da Fonseca eu não tenho informação, mas ele não faz parte da nossa equipe – sempre participou e participa das campanhas do PSDB”, afirmou o tucano.

A Operação Zelotes, iniciada há três anos, investiga esquemas de sonegação fiscal no país. Alguns grupos agiam junto ao Carf, órgão do Ministério da Fazenda, para reverter ou anular multas.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum