Entrevista exclusiva com Lula
28 de novembro de 2019, 07h41

Duvivier: “A Lava Jato desenvolveu um tumor autoritário que ganhou eleições”

"O bicho cresceu tanto que hoje Moro vive pra alimentá-lo", diz o humorista

Gregorio Duvivier (Arquivo)

Em sua mais recente crônica publicada na Folha de S.Paulo, o ator e escritor Gregório Duvivier culpa o ex-juiz Sergio Moro pela vitória de Jair Bolsonaro nas eleições de 2018. O humorista ainda afirma que, hoje, Moro depende de Bolsonaro para sobreviver na política. “O Batman brasileiro, quem diria, trabalha como guarda-costas de miliciano”, diz.

Para comentar a relação entre os dois, Duviver utiliza a anedota “do homem com o sapo na cabeça”. Para ele, o sapo seria o atual ministro da Justiça, enquanto Bolsonaro cumpre o papel de carregá-lo na cabeça. “O que fazer quando a verruga é maior do que o dono? Impossível cortá-la sem arrancar de Moro os órgãos vitais”, questiona o humorista.

“Há quem diga, sobre a Lava Jato, que não se deve jogar fora o bebê junto da água da bacia. Na metáfora, o bebê seria a prisão de corruptos, enquanto a água da bacia seriam os grampos não autorizados, o vazamento de delações, a blindagem de FHC, as palestras, os laranjas, o Beach Park e, claro, a adesão a um dos candidatos, que mais tarde viria a empregá-lo”, continua.

“A Lava Jato se parece mais com uma latrina — e a imprensa hesita em dar a descarga, como se houvesse um bebê ali dentro. Não tem. O filhote tem outro nome”, conclui.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum