Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de dezembro de 2019, 11h15

“É cristão pegar chicote e espancar pessoas? Jesus fez isso no momento oportuno”, diz Marco Feliciano

Pastor e Presidente da Igreja Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, Marco Feliciano falou ainda que há "inúmeras guerras" retratadas na Bíblia com a benção de Deus, "quando Israel sai pra lutar"

Jair Bolsonaro e Marco Feliciano na Marcha para Jesus (Reprodução/Facebook)

Distorcendo fatos em um discurso enfático em defesa da Ditadura Militar, o deputado Marco Feliciano (Podemos-SP) disse que Jesus espancou pessoas no “momento oportuno” ao comentar sobre o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, torturador que é considerado um herói nacional por Jair Bolsonaro.

“É cristão você pegar um chicote e espancar as pessoas?”, respondendo a pergunta da repórter Mariana Schreiber, após dizer que “não sei se ele [Ustra] é torturador”.

“Jesus fez isso no momento oportuno quando necessário. A disciplina às vezes é preciso vir. Não existe seriedade se não houver respeito. E quando o desrespeito vem, você precisa usar a disciplina”, completou.

Pastor e Presidente da Igreja Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, Marco Feliciano falou ainda que há “inúmeras guerras” retratadas na Bíblia com a benção de Deus, “quando Israel sai pra lutar”.

A Bíblia é um livro que diz que nós devemos respeitar as autoridades e lutar para que a paz comum, de toda a nação, seja protegida. Você vai encontrar na Bíblia inúmeras guerras. E as guerras vinham com a benção de Deus, quando Israel sai pra lutar. Então, vamos fazer o seguinte? A César, o que é de César. A Deus, o que é de Deus. A política é de César.

Indagado, então, pela repórter se considera que valores cristãos não se opõem a instrumentos ou uso da violência, Feliciano afirmou que “pela defesa de um bem maior, às vezes, algumas atitudes são necessárias.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum