quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

Eduardo Bolsonaro aciona PGR contra Cid Gomes

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, publicou um vídeo nesta segunda-feira (2) afirmando que irá representar contra o senador Cid Gomes (PDT-CE) na Procuradoria Geral da República e na Corregedoria do Senado em razão do episódio da retroescavadeira.

Eduardo afirmou que o senador cometeu tentativa de homicídio e dano ao patrimônio público ao tentar interromper um motim policial realizado em Sobral (CE) durante a greve ilegal da Polícia Militar do Ceará, em 19 de fevereiro.

O filho do presidente afirmou que os policiais “podem contar” com ele e com a bancada do PSL .Eduardo disse querer representar os policiais “contra esse tipo de criminoso que tenta dizer” que eles são os criminosos.

“A gente está fazendo isso para mostrar que ele não pode ser esse coronel, tratando os policiais, pessoas que arriscam as suas vidas diariamente para trazer segurança à população, dessa maneira e, além disso, a gente está aqui para representar vocês, policiais”, afirmou.

Durante a paralisação no estado houve relatos de fechamento de comércios por ação de policiais, saqueios e uma disparada no número de assassinatos.

Incitação

As declarações de Eduardo e de seu irmão, o senador Flávio Bolsonaro, sobre o episódio também podem terminar em ação judicial. O PDT estuda acionar a dupla por incitar os policiais do Ceará a um comportamento que descumpre a Constituição, já que as PMs estão proibidas de fazer greve.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.