domingo, 20 set 2020
Publicidade

Eduardo Bolsonaro comemora lei “Neymar da Penha” contra “mulheres inescrupulosas que acusam homens”

Da Argentina, onde esteve em viagem ao lado do pai, Jair, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ) comemorou pelas redes sociais a proposta de projeto de lei apresentado nesta quinta-feira (6) pelo vice-líder do governo na Câmara, Carlos Jordy (PSL/RJ), que agrava a pena de denunciação caluniosa de crimes contra a dignidade sexual. Inspirado na acusação de estupro contra o jogador Neymar Jr., o projeto foi batizado de “Neymar da Penha”.

“Parabéns aos dep. do PSL @cabojunioamaral (MG) e @carlosjordy (RJ) que, atentos ao caso do @neymarjr, protocolaram projetos de lei para agravar pena de mulheres inescrupulosas que acusam falsamente homens de crimes e calúnias. Acredite, tem mulher bandida que faz carreira assim!”, tuitou Eduardo.

Minutos antes, o deputado ainda compartilhou publicação do colega de PSL, Carlos Jordy, ironizando o processo que responde sobre ameaças a jornalista Patrícia Lélis.

“Caso aprovada essa lei retroage para alcançar toda a carreira de denunciação caluniosa da Patrícia Lelis? Rs”, ironizou.

O filho de Bolsonaro foi denunciado em abril de 2018 pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e a previsão de pena no caso de condenação é de um ano a seis meses de prisão.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.