Fórum Educação
10 de dezembro de 2019, 08h41

Eduardo Bolsonaro compartilha vídeo surreal de youtuber que prega boicote para baixar preço da carne

Filho 03 erra nome de youtuber que levanta tese surreal de que alta do preço é por competição com "gente rica" da China e prega boicote, como os "americanos" fazem, contra "açougueiros pilantras"

Eduardo Bolsonaro (Reprodução/Twitter)

Durante viagem a Omã, no Oriente Médio, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) compartilhou um vídeo surreal para explicar o alto preço da carne, em que o youtuber Alessandro Santana diz que Jair Bolsonaro não pode fazer nada e que tem muito “açougueiro pilantra” se aproveitando do que seria uma valorização da proteína brasileira pelo mercado chinês após um surto de febre aftosa na África.

“Linguagem popular, simples e clara. Alexandre Santos explica o preço da carne”, compartilhou Eduardo, errando o nome do youtuber, que prega um boicote ao consumo de carne.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

No vídeo, o youtuber levanta a tese de que os consumidores brasileiros competem com “gente rica” da China e, por este motivo, os “produtores de carne” do país estão preferindo vender para o país comunista.

Citando o próprio exemplo, de ter se recusado a comprar fraldinha a R$ 29 o quilo, Santana diz aos seguidores para “virarem as costas e ir embora”.

“A gente tem que aprender uma coisa que os americanos já fazem ó… Boicote! Boicota o bagulho, vira as costas e vai embora. Quando eu pedi a carne e o cara falou é R$ 29, vira a porra das costas e vai embora. Essa semana nós vamos comer macarrão porque eu não pago 29 paus numa carne, 12, 13 no frango. Sabe porque, esse produto é perecível, sua fome não. Sua fome você pode mascarar ela com outra coisa: um macarrão, pode meter uma sopinha. Mete um peixe. Peixe é firmeza”, diz o youtuber.

Para Santana, além da questão mercadológica liberal, que impede Bolsonaro de agir, tem a “pilantragem” dos açougueiros brasileiros.

“Nessa brincadeira não tá só o problema com a China. Tem muito açougueiro pilantra, tem muito frigorífico pilantra, os menores que não conseguem mandar carne para fora, são esses que ao invés deles abaixarem o preço para poder arregaçar e vender mais, não eles vão se aproveitar e aumentar o preço”, diz ele.

 

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum