sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Eduardo Bolsonaro entra com ação contra “censura” do Facebook e Instagram

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) anunciou, na manhã desta quarta-feira (18), através de suas redes sociais que, “seguindo orientação do professor Olavo de Carvalho”, vai entrar com ação contra o Facebook e o Instagram. “Eles cercearam meu direito constitucional à liberdade de expressão ao derrubarem meu post sobre ataques que recebi da Época na figura da diretora de redação Daniella Pinheiro, editor-chefe Plínio Fraga e jornalista João Saconi”, escreveu.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PORECSSO CONTRA FB/ISNTA. Seguindo o que diz o Prof. Olavo de Carvalho assinei hoje procuração p/ Adv. Roberto Beijato Jr. processar o facebook e instagram. Eles cercearam meu direito constitucional a liberdade de expressão ao derrubarem meu post sobre ataques que recebi da Época na figura da diretora de redação Daniella Pinheiro, editor-chefe Plínio Fraga e jornalista João Saconi. Publicação similar não teve problema no twitter. Com a liberdade vem a responsabilidade e eu respondo por tudo que publico em minhas redes, não cabe ao fcaeobok/isnatgarm me cesnurar previamente em pleno ano de 2019. Que tais atitudes fiquem no passado e que reafirmemos que vivemos numa democracia com liberdades plenas.

Uma publicação compartilhada por Eduardo Bolsonaro?? (@bolsonarosp) em

“Seguindo o que diz o Prof. Olavo de Carvalho assinei hoje procuração p/ Adv. Roberto Beijato Jr. processar o facebook e instagram. Eles cercearam meu direito constitucional a liberdade de expressão ao derrubarem meu post sobre ataques que recebi da Época na figura da diretora de redação Daniella Pinheiro, editor-chefe Plínio Fraga e jornalista João Saconi. Publicação similar não teve problema no twitter. Com a liberdade vem a responsabilidade e eu respondo por tudo que publico em minhas redes, não cabe ao fcaeobok/isnatgarm me cesnurar previamente em pleno ano de 2019. Que tais atitudes fiquem no passado e que reafirmemos que vivemos numa democracia com liberdades plenas. (sic)”

Entenda o caso

O deputado atacou os jornalistas após a publicação de uma matéria sobre o o curso de coach oferecido pela sua esposa, Heloísa Bolsonaro. Na sexta-feira, 03 já tinha utilizado seu perfil no Twitter para criticar o autor da reportagem e criticar a imprensa.

Eduardo expôs com fotos o editor e a chefe de redação da revista Época para direcionar os ataques dos bolsonaristas das redes sociais contra os jornalistas.

O Facebook e o Instagram retiraram do ar o post. O alerta do Facebook diz: “Removemos uma foto publicada por você sem autorização no site após recebermos uma denúncia”.

O advogado Eduardo Goldenberg informou, através de sua conta do Twitter, no começo da tarde desta terça-feira, que “a cúpula da Revista Época pediu demissão em conjunto”.

O ato teria sido uma reação ao pedido de desculpas que a direção da Globo enviou em nota por ter feito a matéria sobre o curso de Coach da esposa de Eduardo Bolsonaro.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.