No rastro do óleo do Nordeste
28 de outubro de 2019, 23h08

Eduardo Bolsonaro expõe repórter para criticar trabalho jornalístico legítimo

Parlamentares exercem cargos públicos e são assalariados com recursos públicos; por isso, a imprensa tem o direito de investigar quando ganham presentes de empresas privadas, como aconteceu com o filho do presidente

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos pivôs da crise que assola o partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, foi ao Twitter nesta segunda-feira (28) para criticar uma jornalista, que investigou um presente recebido pela esposa do filho do presidente: uma cama para sua cachorra. Eduardo expôs a profissional para criticar um legítimo trabalho jornalístico, uma vez que parlamentares exercem cargos públicos e são assalariados com recursos públicos.

“Minha esposa Heloísa fez ontem um stories com nossa cadela Beretta agradecendo ao fabricante que ganhou uma cama de pet. Hoje a jornalista Anna Virginia, da Folha/Piauí, entra em contato com a fabricante querendo saber o preço da cama e justificando que eu sou homem público”, postou, indignado.

Últimos dias para você apoiar a grande reportagem da Fórum no rastro do Óleo das Praias do Nordeste. Bora contribuir!

Eduardo publicou uma conversa entre a jornalista e a fabricante, via Whatsapp. Nela, Anna Virgínia diz que está elaborando uma matéria sobre presentes de marcas, enviados à família Bolsonaro, alertando que se trata de “entes públicos”.

O jornalista João Villaverde, do Poder360, usou o Twitter para defender a repórter: “O deputado exerce cargo público e é assalariado com recursos públicos. Tem o poder de formular e alterar leis. Além disso, é filho do presidente da República. Ganhou presente de empresa privada. Saber detalhes desse presente é de interesse público”, postou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum