Fórumcast, o podcast da Fórum
26 de junho de 2019, 09h33

Eduardo Bolsonaro levantou suspeitas sobre o PT ter usado aviões do governo para transportar drogas

O filho de Bolsonaro errou apenas de governo. Um militar da aeronáutica foi detido no aeroporto de Sevilla nesta terça-feira com 39 quilos de cocaína em avião da FAB usado em comitiva do presidente Jair Bolsonaro em viagem ao Japão

Foto: Reprodução

O filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), o deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), divulgou um vídeo, em fevereiro deste ano, onde levanta suspeitas sobre os governos petistas terem usado aviões a serviço do ministério da Saúde para transportarem drogas.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

De acordo com o deputado, a suspeita teria sido levantada em uma reunião pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “O traficante ganhou a licitação e o SUS é uma excelente maneira de você fazer tráfico”, disse o ministro na época.

Eduardo Bolsonaro afirma ainda que a “prática é recorrente na Venezuela, que é um pais que o PT sempre apoiou, portanto eu não ficaria surpreso se esta prática estivesse ocorrendo também no Brasil”, disse. Uma outra suspeita levantada por ele no mesmo vídeo, de superfaturamento na compra de medicamentos para serem enviados a tribos indígenas, foi baseada em matéria do blog Terça Livre, de Allan Santos, conhecido por divulgar fake news.

O filho de Bolsonaro errou apenas de governo com as suas suspeitas. Um militar da aeronáutica foi detido no aeroporto de Sevilla nesta terça-feira (25), com 39 quilos de cocaína em avião da FAB usado em comitiva do presidente Jair Bolsonaro em viagem ao Japão. O homem, um sargento de 38 anos, segue detido pela guarda civil espanhola.

Segundo a rede RTVE, a guarda civil deteve o militar após verificar que ele carregava 39 quilos de cocaína distribuídos em 37 tabletes em sua bagagem. O destino final da comitiva, que fez escala na Espanha, era o Japão, onde Bolsonaro participa da cúpula do G-20 pela primeira vez.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum