sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Eduardo Bolsonaro relaciona feminicídio com acesso de mulheres a armas e é bombardeado no Twitter

O filho 03 de Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ), defendeu no Twitter nesta quinta-feira (13) mais umas das suas teses em favor do armamento da população e acabou bombardeado por internautas.

Em uma relação sem coerência alguma, Eduardo disse que a “esquerda” reclama do feminiício, mas quer impedir as mulheres de terem acesso a armas. “Por um lado reclamam do feminicídio, alegam que homem é mais forte e subjuga a mulher. Por outro querem impedir as mulheres de ter arma. Vai entender a cabeça de esquerdista”, tuitou.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A publicação foi bombardeado por seguidores do parlamentar, que apontaram a falta de nexo na relação.

“Mulheres tendo armas em casa = homens com acesso às mesmas armas! Cara, às vezes eu acho que a sua burrice é premeditada”, comentou Magnus Goulart.

“td bem dudu, deve ser difícil mesmo entender qualquer coisa tendo apenas 3 neurônios”, tuitou Marira Pacci.

“Por um lado, esquentam o leite para fazer Toddy. Por outro, esfriam para fazer milk-shake. Mesma linha de raciocínio, parabéns pela inteligência”, comentou um perfil fake de Hamilton Mourão.

Veja mais repercussões

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.