Eduardo Cunha volta às redes sociais após ter sua prisão domiciliar revogada

“Estou retornando a usar as mídias sociais e quero agradecer todas as manifestações de carinho”, disse ex-presidente da Câmara, que saudou o Dia das Mães

O ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (MDB), está de volta às redes sociais. Na quinta-feira (6), ele teve sua prisão domiciliar revogada pelo desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília.

Cunha estava preso desde outubro de 2016. Agora, começa a aproveitar sua liberdade.

“Bom dia a todos. Estou retornando a usar as mídias sociais e quero agradecer todas as manifestações de carinho recebidas dos muitos amigos e daqueles que torcem por mim”, postou.

“Hoje além de tudo é um dia especial. Eu quero cumprimentar a todas as mães pelo dia de hoje. Só quem já não pode mais conviver com a sua, sabe o sentimento que toca no nosso coração. Feliz dia das mães”, acrescentou.

Antigo usuário assíduo do Twitter, o ex-deputado saudou seu retorno, neste domingo (9), agradecendo quem esteve ao seu lado e mandou uma mensagem de Dia das Mães.

Lava Jato

Cunha estava envolvido no processo referente à Operação Sepsis, um desdobramento da Lava Jato. A apuração, baseada na delação do doleiro Lúcio Funaro, investigava o pagamento de propina de empresas interessadas na liberação de verbas do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.