Boulos dribla pegadinha de jornalista do Uol: “Não vou ficar aqui discutindo jogo de expressão”

"Quem mora em mansão não é cidadão de São Paulo também?", indagou Thais Oyama, após Boulos dizer que seu programa só prevê aumento de impostos para bancos e donos de mansões

Guilherme Boulos, candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo, driblou uma pegadinha da jornalista Thaís Oyama, que em entrevista no portal Uol nesta quinta-feira (26) mostrou irritação ao insistir em uma pergunta sobre o que ela chamou de “inconsistências” entre o programa de governo, que sinaliza aumento de impostos a bancos e moradores de mansões, e o discurso do psolista, que diz que não aumentará impostos na cidade de São Paulo.

“Vamo lá, Thais, o que estou dizendo e reafirmo é que não haverá imposto para o cidadão da cidade de São Paulo no nosso governo. Coloco dois pontos específicos que o meu programa trata que é o que você trouxe aqui e eu acabei de explicar. Eu não vou ficar aqui discutindo jogo de expressão”, disse Boulos, reafirmando que “não haverá aumento de imposto salvo nesses dois casos: 1, é correção, correção de distorções que podem haver em alguns casos, que inclusive, em determinadas regiões podem levar à isenção (de IPTU), no caso de regiões mais pobres da cidade, e no caso do aumento da alíquota de ISS nós estamos falando de instituições financeiras, bancos, e não cidadãos de São Paulo”, disse Boulos.

Thais e Luciana Coelho, editora do núcleo de Cidades da Folha de S.Paulo, pediram, então, para Boulos explicar o que era uma “mansão”, que seria o alvo de um possível aumento de IPTU.

“Mas, quem mora em mansão não é cidadão de São Paulo também?”, revoltou-se Tais Oyama. “Qual a metragem de uma mansão?”, indagou Luciana.

“Olha, Luciana, francamente, eu não vou entrar numa definição específica do que é uma mansão”, disse Boulos, falando da reta final da campanha e da pandemia do coronavírus, quando foi interrompido novamente pela editora da Folha.

“Candidato, a gente vai voltar à pandemia depois, a gente queria colocar as perguntas senão vira programa político”, disse Luciana, mostrando impaciência.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR