Boulos e Tatto se reúnem em hotel em São Paulo para selar apoio: “Temos lado”

Boulos expressou satisfação em contar com o apoio da militância petista e disse que vai colocar Tatto e Lula em seu programa de TV: "Aqui, diferente do meu adversário, a gente não esconde apoio"

O candidato do PT à prefeitura de São Paulo no primeiro turno, Jilmar Tatto, se reuniu com Guilherme Boulos (PSOL) na tarde desta terça-feira (17) em um hotel no centro da capital paulista para selar o apoio do PT à candidatura do PSOL neste segundo turno, cujo o adversário é Bruno Covas (PSDB).

Tatto já havia informado, ao final da apuração do primeiro turno, no domingo (15), que faria campanha para Boulos e, no encontro desta terça-feira, ambos trocaram elogios, posaram para fotos e anunciaram a aliança entre seus partidos para levar o psolista à vitória no pleito paulistano.

“Fizemos uma campanha bastante limpa, ética, de respeito mútuo, e no dia seguinte conversei com Lula, Gleisi e Haddad e depois o PT oficialmente definiu apoio ao Boulos. Porque ele tem lado: o lado do povo. O lado de quem precisa. E o Boulos tem esse compromisso. Agora é Boulos. Vamos entrar nesse movimento pra valer”, disse Tatto em coletiva de imprensa logo após a reunião entre dirigentes partidários.

Tatto ainda anunciou que o PT e o PSOL já farão um ato conjunto em prol de Boulos nesta quarta-feira (18) pela manhã: uma caminhada no centro de São Paulo que contará também com a participação de Orlando Silva (PCdoB), outro candidato de esquerda que manifestou apoio à candidatura do PSOL.

“Já amanhã, não podemos perder tempo, vamos fazer uma caminhada no centro de São Paulo, saindo do Mosteiro São Bento, no sentido já de trazer todo mundo, todos os setores democráticos, populares, movimento social e a militância do PT”, completou Tatto.

Boulos, por sua vez, afirmou que tem “satisfação” em receber o apoio do PT e disse que tanto ele quanto Jilmar têm “lado”. “Sabemos quem são nossos adversários: o bolsodoria. Derrotamos o bolsonarismo. E agora vamos derrotar o projeto elitista que governa de costas pra periferia”, declarou.

Perguntado se colocaria o ex-presidente Lula e o próprio Tatto em seus programas eleitorais na TV, Boulos sinalizou que sim. “Nós estamos fechando os programas. Vamos, sim, levar nossos apoiadores pra televisão. Aqui, diferente do meu adversário, a gente não esconde apoio. Ele tem medo que o povo descubra que ele é o candidato do Doria”, pontuou.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.