Contra cancelamento de debates, Orlando Silva (PCdoB) e MamãeFalei (Patriota) fazem ‘duelo’ nas redes

Candidatos à prefeitura de São Paulo protagonizaram um dos pontos altos do debate da Band, quando Orlando sugeriu que MamãeFalei fosse 'herdeiro': "Nunca bateu um prego em uma barra de sabão"

Críticos da decisão da maioria das emissoras de TV em cancelar os debates eleitorais de São Paulo do primeiro turno, os candidatos à prefeitura da capital paulista Orlando Silva (PCdoB) e Arthur do Val (Patriota), conhecido como MamãeFalei, decidiram promover um “duelo” ao vivo transmitido pelas redes sociais na sexta-feira (23).

No primeiro e único debate entre postulantes à prefeitura de São Paulo realizado até agora, no dia 2 de outubro pela Bandeirantes, Orlando e MamãeFalei protagonizaram um dos pontos altos da atração, quando o comunista ironizou o fato de o candidato do Patriota ter se colocado na posição de “trabalhador”.

Em uma de suas falas, na ocasião, MamãeFalei defendeu a privatização desenfreada na capital paulista e disse que o que faz de São Paulo a “locomotiva do Brasil” não é o Estado, mas sim a iniciativa privada. “Eu venho da iniciativa privada, sei o que é acordar cedo”, disse o candidato, que é ex-youtuber, esticando o paletó e se colocando na posição de quem “pega no pesado”.

Orlando Silva, então, ironizou: “Você que assistiu agora percebe que ele tem cara de trabalhador, que acorda cedo, que se dedica… Coisa nenhuma, aqui nesse debate tem um monte de herdeiro que nunca bateu um prego em uma barra de sabão”.

Apesar das trocas de farpas, as campanhas de ambos avaliaram que o embate pode ter sido positivo para as candidaturas, além de ser uma maneira de furar o bloqueio midiático imposto pelas emissoras com o cancelamento dos debates.

Para a maior parte dos candidatos em São Paulo, os cancelamentos dos encontros eleitorais não se tratam de decisões sanitárias de segurança contra a Covid-19, como alegam as emissoras, mas sim de caráter político, para beneficiar candidatos com mais tempo de televisão e que os canais supostamente apoiariam.

Guilherme Boulos (PSOL), por exemplo, aponta que a decisão da Record em cancelar seu debate seria para beneficiar Celso Russomanno (Republicanos), que é ligado à Igreja Universal, parte do mesmo grupo da emissora, notoriamente bolsonarista, assim como o candidato.

“Não existe democracia sem debate, mesmo com a maioria das emissoras os cancelando, eu estou pronto para discutir as minhas ideias com todos os paulistanos e paulistanas”, disse Orlando Silva sobre o “duelo” com MamãeFalei. “Aqui não tem medo de debate. Vamos pra cima”, escreveu, por sua vez, o candidato do Patriota.

Publicidade

A live com os dois candidatos será transmitida pelas redes sociais de ambos na sexta-feira (23) a partir das 21h e terá, aproximadamente, 1h30 de duração, com considerações de ambos sobre variados temas, perguntas, réplicas e tréplicas.

Publicidade
Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR