Eleitores de Russomanno e França são os que mais podem mudar voto; os de Boulos são os mais decididos

Pesquisa Datafolha para a prefeitura de São Paulo mostra que a maioria dos eleitores de Márcio França e quase a metade dos eleitores de Russomanno podem escolher outro candidato, às vésperas do pleito

Recorte da pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (5) sobre a disputa pela prefeitura de São Paulo aponta que muitos eleitores podem, a menos de duas semanas para o pleito, mudar seus votos.

Segundo o estudo, os eleitores mais indecisos são os de Márcio França (PSB). O ex-governador registrou crescimento na pesquisa estimulada, indo de 10% para 13%. Com esse percentual, França figura tecnicamente empatado em segundo lugar com Guilherme Boulos (PSOL) e Celso Russomanno (Republicanos), que têm 14% e 16%, respectivamente.

Mais da metade dos eleitores de França, no entanto, declararam que podem mudar de candidato. Segundo o Datafolha, 45% dos que dizem votar no candidato do PSB estão totalmente decididos, ao passo que 54% ainda podem mudar o voto.

Situação parecida passa Russomanno, candidato de Jair Bolsonaro na capital paulista. Entre o eleitorado do deputado, 50% afirmam, segundo a pesquisa, que estão totalmente decididos a votar nele, enquanto 49% dos que hoje estão com Russomanno podem ainda escolher outra candidatura.

O maior índice de decisão de voto, de acordo com o levantamento, está entre o eleitorado de Guilherme Boulos (PSOL): 78% dos que hoje declaram apoio ao líder do MTST dizem estar totalmente decididos a votar nele, enquanto 22% podem mudar a escolha. A segunda candidatura mais sólida entre seu eleitorado é a de Jilmar Tatto (PT): 63% estão totalmente decididos e 36% ainda podem mudar o voto.

Já entre aqueles que votam em Bruno Covas (PSDB), líder da pesquisa estimulada, 63% já tomaram uma decisão final, enquanto 37% podem vir a escolher outra candidatura.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR