Em pesquisa da Record, Boulos passa Russomanno e está em 2º na disputa pela prefeitura de São Paulo

Covas (PSDB) segue como líder isolado e Boulos (PSOL) aparece como favorito para disputar o segundo turno contra o tucano

Pesquisa do instituto RealTime Big Data encomendada pela TV Record sobre a corrida pela prefeitura de São Paulo, divulgada nesta terça-feira (10), confirma a tendência de desidratação da candidatura de Celso Russomanno (Republicanos), que perdeu a segunda colocação para Guilherme Boulos (PSOL).

O primeiro lugar é do atual prefeito Bruno Covas (PSDB), que tinha 27% na pesquisa do instituto divulgada em 31 de outubro e agora consta com 34% das intenções de voto.

O tucano é seguido por Guilherme Boulos (PSOL), que oscilou de 14% para 13%. Russomanno, no entanto, caiu de 22% para 12%, figurando em terceiro lugar, junto de Márcio França (PSB), que na nova pesquisa soma também 12% das intenções de voto.

Na sequência aparecem Jilmar Tatto (PT), que foi de 5% para 7%, e Arthur do Val (Patriotas), que tinha 3% na última pesquisa e na mais atual caiu para 2%. Mesma porcentagem alcançada por Andrea Matarazzo (PSD).

Fecham a lista Joice Hasselmann (PSL) e Orlando Silva (PCdoB), com 1% cada. Marina Helou (Rede), Levy Fidelix (PRTB), Antônio Carlos (PCO) e Vera (PSTU) não pontuaram.

A pesquisa RealTime Big Data/Record TV foi feita entre os dias 5 e 8 de novembro e contou com 1.000 entrevistas feitas com eleitores da capital paulista. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR