Leila Arruda, candidata a prefeita pelo PT, é vítima de feminicídio

"O crime aconteceu em Belém, na porta de sua casa, o que demonstra que não há espaços seguros para nós mulheres", disse o PT em nota

Fundadora e militante do movimento de mulheres empreendedoras da Amazônia (MOEMA) e candidata do PT à Prefeitura de Curralinho (PA) nas eleições de 2020, Leila Arruda foi vítima de feminicídio nesta quinta-feira, em Belém.

Informações do O Liberal e do G1 apontam que o autor do crime foi o ex-esposo, Boaventura Dias, conhecido como “Boa”. Boa não teria aceitado a separação dos dois, ocorrida há três anos. Leila foi assassinada a pauladas e a facadas na porta de casa.

A Secretaria Nacional de Mulheres do PT e a direção nacional do partido se manifestaram por nota, prestando solidariedade aos amigos e familiares de Leila e cobrando justiça. “O crime aconteceu em Belém, na porta de sua casa, o que demonstra que não há espaços seguros para nós mulheres. Repudiamos todo e qualquer ato de violência contra as mulheres e exigimos imediatas providências”, diz trecho da nota.

“[Leila] foi candidata a prefeita do município de Curralinho/PA, neste pleito, alcançando a terceira posição com mais de 16% dos votos, o que demonstra sua importância e expressão política na cidade”, destacam.

Correligionários e lideranças políticas locais lamentaram o episódio. “Acabei de saber que nossa companheira Leila Arruda foi assassinada brutalmente pelo ex-marido. Leila era uma mulher negra, foi candidata a prefeita de Curralinho e obteve 16% do pleito eleitoral nessas eleições. Não consigo nem descrever o que sinto ao receber essa notícia”, escreveu a vereadora eleita Beatriz Caminha (PT), de Belém, no Twitter.

“Agora à noite tive a infeliz notícia que Leila Arruda, candidata a prefeita de Curralinho, foi brutalmente assassinada. Mais uma vítima de feminicídio! Nós, mulheres negras, somos as maiores vítimas da violência machista e misógina”, tuitou Vivi Reis (PSOL), vereadora mais votada de Belém no domingo.

Edmilson Rodrigues (PSOL), que disputa o segundo turno de Belém, também se manifestou pelas redes: “Quero deixar minha solidariedade e meu abraço afetuoso aos familiares de Leila Arruda, candidata do PT à Prefeitura de Curralinho, vítima de feminicídio. Mais um vítima em nosso Estado desse crime brutal e covarde”.

O deputado federal Beto Faro (PT-PA) disse estar de luto. “LUTO! É com muita tristeza que recebo a notícia sobre o falecimento da companheira Leila Arruda, nossa candidata a prefeita de Curralinho,que foi brutalmente assassinada pelo seu ex-marido.Meus pêsames e total solidariedade ao povo de Curralinho. Leila, presente!”, publicou no Twitter.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e latino-americanista convicto, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum América Latina