Nova pesquisa confirma liderança de Manuela D’Ávila para a prefeitura de Porto Alegre

De acordo com o Real Time Big Data, candidata do PCdoB tem vantagem de 14 pontos sob o segundo colocado, o atual prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB)

A ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB) é a favorita para passar ao segundo turno em primeiro lugar na eleição para a prefeitura de Porto Alegre (RS). Pesquisa do instituto Real Time Big Data encomendada pela Record RS, divulgada neste sábado (31), mostra que a comunista segue firme na liderança, conforme já vinham apontando outros levantamentos, e tem uma ampla vantagem com relação ao segundo colocado.

A candidata do PCdoB, segundo o estudo, tem 27% das intenções de voto, enquanto o segundo lugar, o atual prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), aparece com 13%. A diferença entre os dois é parecida com a apontada pela última pesquisa Ibope, que colocou Manuela com 27% e o tucano com 14%.

O terceiro colocado no levantamento Real Time Big Data é Sebastião Melo (MDB), que soma 12% das intenções de voto. Ele é seguido por José Fortunati (PTB), que tem 10%.

Confira, abaixo, a relação completa dos candidatos e suas porcentagens de intenção de voto.

Manuela D’Ávila (PCdoB): 27%

Nelson Marchezan Jr (PSDB): 13%

Sebastião Melo (MDB): 12%

José Fortunati (PTB): 10%

Publicidade

Fernanda Melchionna (PSOL): 3%

Valter Nagelstein (PSD): 3%

Publicidade

Juliana Brizola (PDT): 3%

Gustavo Paim (PP): 2%

João Derly (Republicanos): 2%

Montserrat Martins (PV): 1%

Rodrigo Maroni (Pros): 0%

Luiz Delvair (PCO): 0%

Júlio Flores (PSTU): 0%

Branco/Nulo: 11%

Não sabe/não respondeu: 13%

A pesquisa contou com 850 entrevistas com eleitores de Porto Alegre que foram feitas entre os dias 26 e 28 de outubro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR