quinta-feira, 22 out 2020
Publicidade

Pesquisa Exame/Idea também coloca Boulos em terceiro lugar; Covas e Russomanno dividem liderança

Entre candidatos do campo progressista na disputa à prefeitura de São Paulo, Jilmar Tatto (PT) está em sexto lugar, com 3%, e Orlando Silva (PCdoB) tem 1%

Pesquisa Exame/Ideia sobre as eleições para a prefeitura de São Paulo divulgada nesta quarta-feira (23) também coloca o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos (PSOL), na terceira colocação, atrás de Bruno Covas (PSDB) e Celso Russomano (Republicanos) que aparecem tecnicamente empatados, com 22% e 21% respectivamente.

Com 11% das intenções de voto, Boulos está numericamente à frente de Márcio França, que tem 10% – empatados dentro da margem de erro, de 3 pontos porcentuais. A pesquisa ouviu 800 eleitores da cidade de São Paulo entre os dias 19 e 22 de setembro.

Jilmar Tatto (PT) aparece com 3%, atrás de Andrea Matarazzo (PSD), com 4%, e à frente de Arthur do Val (Patriotas), o Mamãe Falei, com 2%.

Orlando Silva (PCdoB) tem 1% das intenções de voto, empatado com Joice Hasselmann (PSL), Levy Fidélix (PRTB), Vera Lúcia (PSTU) e Antonio Carlos (PCO).

Segundo o levantamento, Covas ganha de todos os adversários no segundo turno – 37% a 31% contra Russomanno; 44% a 21% contra Boulos; e 37% a 30%, contra França.

“Covas ganhou exposição com a pandemia, antes era pouco conhecido, e pela força ao enfrentar seu drama pessoal”, diz Maurício Moura, fundador do IDEIA, instituto de pesquisa focado em opinião pública.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.