“Se Russomanno ganhar, será como trocar seis por meia dúzia”, diz empresário bolsonarista

Russomanno defendeu maior flexibilização do isolamento social, principal crítica dos empresários, que trabalham por um segundo turno entre o candidato de Bolsonaro e Bruno Covas para conter avanço de Guilherme Boulos

Amedrontados pelo desempenho nas pesquisas de Guilherme Boulos (PSOL) na disputa à prefeitura de São Paulo, um grupo de empresários bolsonaristas se reuniu com Celso Russomanno (Republicanos) na semana passada em encontro intermediado pelo Secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, e relataram que temem que “candidatos da esquerda avancem”. A informação é de Mônica Scaramuzzo, no jornal Valor Econômico desta segunda-feira (19).

Liderados por Flávio Rocha, dono da Riachuelo, e João Appolinário, fundador da Polishop, os empresários fizeram com que o candidato de Jair Bolsonaro em São Paulo se comprometesse a não elevar os impostos na cidade. Russomanno teria se comprometido a reduzir o Imposto sobre Serviços (ISS).

O bolsonarista também defendeu maior flexibilização do isolamento social por causa da pandemia, maior crítica dos empresários em relação a Bruno Covas (PSDB). Mesmo assim, os empresários teriam dito que querem um segundo turno entre o tucano e o bolsonarista.

“Se Russomanno ganhar, será como trocar seis por meia dúzia”, disse um dos empresários, que pediu para não ser identificado. Outra fonte ouvida pelo Valor vê a agenda liberal de Russomanno mais robusta, com pautas que extrapolam a sua principal bandeira do consumidor.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR