Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de abril de 2018, 17h40

Eles gritavam “Bolsonaro Presidente”, diz vítima de atentado

As balas fizeram buracos em banheiro químico e os estilhaços atingiram Marcia no ombro

Por Brasil 247 com informações do DCM

A advogada Marcia Koakoski da Silveira foi uma das duas pessoas feridas por causa dos tiros disparados contra o Acampamento Marisa Letícia, em Curitiba (PR). “Quando fui ao banheiro é que começou o confronto entre o vigilante e os bandidos vestidos de Bolsonaro. “Ele gritavam o tempo todo ‘Bolsonaro, presidente'”, disse ela à sua colega Tânia Mandarino, também advogada. Os relatos foram publicados no Diario do Centro do Mundo, que também publicou dois vídeos com a advogada.

As balas fizeram buracos em um banheiro químico e os estilhaços atingiram Marcia no ombro, mas não foi grave. “Estávamos dormindo. E ouvimos uns gritos e um grupo de pessoas gritando que iam voltar e matar aquelas pessoas. Foi uma situação delicada, ficamos assustados”, contou ela.

Acesse o link de dois vídeos publicados no DCM

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum