Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de fevereiro de 2019, 20h34

Eliane Cantanhêde diz que Bolsonaro tomaria “última dose de quimioterapia”

Em sua coluna na rádio Eldorado na manhã desta quarta-feira (13), pouco antes da alta de Jair Bolsonaro, a jornalista afirmou que o presidente tomaria sua "última dose de quimioterapia ao meio dia"; porta-voz do governo negou suspeitas de câncer

Foto: Reprodução

A jornalista Eliane Cantanhêde, em um aparente ato falho, colocou ainda mais suspeitas na tese de que o presidente Jair Bolsonaro teria um câncer que estaria sendo encoberto pelo episódio da facada em setembro do ano passado. A possibilidade foi aventada pelo documentário “A Facada no Mito”, lançado em janeiro.

Em sua coluna na rádio Eldorado na manhã desta quarta-feira (13), antes da alta de Bolsonaro no hospital Albert Einstein, Cantanhêde informou que o presidente tomaria sua “última dose de quimioterapia” ao meio dia. O capitão da reserva deixou o hospital no início da tarde.

Oficialmente, os médicos do hospital informaram que Bolsonaro, antes da alta, tomaria a última dose de um antibiótico que fazia parte do tratamento para a pneumonia que contraiu na semana passada.

Logo após a alta, o porta-voz da presidência, Otávio do Rêgo Barros, disse que “em nenhum momento houve suspeita pré-operatória ou durante a internação com relação a câncer”.

Confira, aos 8 minutos e 20 segundos do player abaixo, o momento em que Cantanhêde fala sobre a quimioterapia.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum